Busca  
  Economia   
Ciências Humanas e suas Tecnologias.  

Nasce o primeiro plano econômico do país

Shutterstock

Em 1890, Rui Barbosa, ministro da Fazenda do governo provisório chefiado por Deodoro da Fonseca, defendia uma tese que afirmava existir pouco papel moeda em circulação no mercado interno brasileiro, o que prejudicava a economia e dificultava a diversificação e a industrialização da economia.

Esse ponto de vista, pautado na ideia dos papelistas, foi transformado em plano econômico, chamado de 'Encilhamento'. Com o plano, Rui Barbosa acabou por estimular o surgimento repentino de companhias de fachada, que conseguiam empréstimos bancários, vendiam ações, mas não chegavam a produzir absolutamente nada. Tais práticas, aliadas à desvalorização do dinheiro, complicaram ainda mais a difícil situação do Brasil, principalmente junto aos credores internacionais. A dívida que restara do Império já era volumosa e, com a moeda desvalorizada, ficava cada vez mais difícil honrar os pagamentos em libras esterlinas.







   Nesta matéria
Campos Sales e o Funding Loan
O café salvando a pátria
O Convênio de Taubaté
A industrialização é a nova esperança
Próxima