Busca  
  História regional   
Ciências Humanas e suas Tecnologias.  

A Coroa explora o interior do país
Desde o início, a colonização portuguesa no Brasil confundiu o público com o privado na questão da distribuição de terras e riquezas. Só se distribuía a terra aos homens de posse. Esses, por sua vez, viam-se obrigados a fazer as vezes do administrador – a princípio, uma tarefa do setor público.

A descoberta do ouro acentuou esses aspectos e mostrou sua face mais dura. A pobreza, que de certa forma motivava as expedições dos bandeirantes pelo interior do território, continuou a existir com a riqueza e a ostentação das zonas mineradoras. Com as descobertas das jazidas de ouro e pedras preciosas pelos bandeirantes, também surgiram muitos conflitos, principalmente em relação a quem eram os homens que tinham o direito de explorar a nova riqueza do império colonial. A Coroa, por sua vez, teve uma participação bem mais direta e constante na administração das minas, pois o lucro não só parecia certo como não dependia de investimentos. Todos os riscos ficavam por conta dos colonos, e a metrópole se fazia presente para recolher os impostos.







   Nesta matéria
No início, o ouro era pouco
O ouro atrai o homem
O Distrito Diamantino
Mato Grosso e Goiás
Próxima