Busca  
  Política   
Ciências Humanas e suas Tecnologias.  

Centralização do poder e elite privilegiada
Desde 1500, a administração pública brasileira é marcada por dois conflitos: a distinção entre os direitos da maioria e os interesses de poucos e a luta entre centralização e descentralização do poder. No Período Colonial, estabeleceram-se o domínio pessoal e a transmissão familiar da propriedade da terra, além de formas de administração que tinham o objetivo de extrair da Colônia o melhor de suas riquezas. Essa herança foi incorporada pelo Império, que manteve a legislação colonial e fez poucas mudanças no sistema administrativo. A República sustentou o revezamento das elites no poder – agricultores, industriais, banqueiros e, muitas vezes, os amigos pessoais dos governantes – e acentuou ainda mais a distinção entre burocracia e sociedade.






   Nesta matéria
Brasil Colônia, origem da burocracia
A burocracia no Brasil independente
Próxima