Busca  
  Literatura   
Linguagens, Códigos e suas Tecnologias.  

Eça de Queirós e o Realismo em Portugal

Ilustração: Gisele Toledo



As ideias realistas foram introduzidas em Portugal por um grupo de jovens estudantes de Coimbra liderado pelo poeta Antero de Quental (1842-1891). Em 1865, lutando para divulgar as novas ideias, Antero, Teófilo Braga (1843-1924) e seu grupo envolvem-se em uma polêmica, conhecida como Questão Coimbrã, com o escritor e tradutor romântico Antônio Feliciano de Castilho (1800-1875). Formam, então, uma fraternidade acadêmica, O Cenáculo. Em 1871, organizam as Conferências Democráticas no Cassino Lisbonense. Fechadas pelo governo, que as considerava subversivas, as conferências serviram para o grupo expor suas ideias sobre a necessidade de a arte retratar e revolucionar a sociedade burguesa. Entre os seguidores de Antero estava, desde a faculdade, o jovem Eça de Queirós, futuro romancista.




   Nesta matéria
Primeira fase
Segunda fase
Terceira fase
 
 
Texto
 
Próxima