Busca  
  Literatura   
Linguagens, Códigos e suas Tecnologias.  

Como os escritores latino-americanos fizeram o caminho inverso de Colombo?

Roger Viollet/Getty Images

A narrativa latino-americana teve seu boom na década de 1960, invadindo o mercado europeu e norte-americano, apesar de já vir se desenvolvendo desde o começo do século XX. Grandes sucessos de vendas e crítica vieram a dar um fôlego novo à prosa narrativa contemporânea, que já aparentava sinais de esgotamento após as inovações dos primeiros decênios (Marcel Proust, James Joyce, Virginia Woolf, William Faulkner, Samuel Beckett etc.). A soma da tradição europeia com aspectos típicos da realidade complexa e multicultural de nosso continente propiciou novas soluções de linguagem e o enriquecimento do repertório temático da prosa ficcional.

 




   Nesta matéria
As veias abertas da América Latina
A narrativa argentina
A narrativa mexicana
Próxima