Busca  
  Livros - resenhas e análises   
Linguagens, Códigos e suas Tecnologias.  

Angústia
Em Angústia (1936), Graciliano Ramos aprofunda a técnica do narrador em primeira pessoa utilizada em seus romances anteriores (Caetés, 1933, e São Bernardo, 1934), mas a leva às últimas consequências. O fluxo da consciência do narrador invade toda a narrativa.

 





   Nesta matéria
Análise da obra - parte I
Análise da obra - parte II
Análise da obra - parte III
Análise da obra - parte IV
Vida e obra de Graciliano Ramos
Próxima