Busca  
  Língua Portuguesa   
  

O que seria "djavanear"?

Vladimir Mucibabic

"Açaí, guardiã / Zum de besouro, um ímã / Branca é a tez da manhã". Esses versos de uma linda música, muitas vezes mencionados com ironia, despertam uma curiosidade sobre o processo criativo de um dos compositores brasileiros mais respeitados dentro e fora do Brasil, Djavan.

Como imagens insólitas e/ou de difícil interpretação podem estar presentes em canções de imenso sucesso? São realmente incompreensíveis, como aqueles que não admiram o compositor gostam de afirmar, ou apenas exigem mais do leitor/ouvinte do que é comum em letras de música pop? Composições que se sustentassem apenas pela sonoridade seriam capazes de ter o apelo comercial que a obra exitosa do cantor alagoano alcançou?

Vamos, nesta matéria, conhecer mais sobre o universo da canção, tão importante para a cultura brasileira, sua especificidade diante da poesia escrita, e sobre esse mestre da MPB que saiu novo de Maceió para conquistar o Brasil.







   Nesta matéria
Canção popular e poesia
Quase um boleiro
“Entender era sempre limitado”
Procedimentos de construção do texto
Natureza e paixão
Próxima