Busca  
  Química   
Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias.  

O que nossos antepassados pensavam da oxidação?


No final do século XVII, o químico alemão Georg Ernst Stahl desenvolveu a teoria do flogisto para explicar a combustão. O flogisto seria um misterioso princípio combustível presente nas diferentes substâncias — quanto mais flogisto, mais combustível seria um material. Um metal aquecido ao ar reduziria seu volume ao se converter em sua cal (óxido, como se diz hoje) porque perdia flogisto. Em 1777, Lavoisier derruba a teoria do flogisto ao identificar o oxigênio do ar como um dos responsáveis pela combustão. Mostra que a perda de volume ocorre pela transformação do metal em gás, concluindo que na natureza nada se perde e nada se cria — tudo se transforma.



   Nesta matéria
Conceito de oxidação e de redução
Estado de oxidação
Pilhas
Potencial de redução
Eletrólise e Leis de Faraday
Próxima